Ciclo do Charque em Pelotas compreende os anos de 1777 à 1931

07 / 12 / 1755 - nascimento de José Pinto Martins
1777 - início do povoamento na região de São Gonçalo das Pelotas
04/ 08 / 1777 - nascimento do Padre Felício Joaquim da Costa Pereira
1780 - instalação da primeira charqueada industrial em Pelotas por José Pinto Martins
9 / 7 / 1797 - nascimento de Domingos José de Almeida em Diamantina/MG
7 / 7 / 1812 - Alvará criando a Freguesia de São Francisco de Paula.
14 / 8 / 1812 - criação da paróquia de São Francisco de Paula
11 / 10 / 1818 - morte de Padre Felício Joaquim da Costa Pereira
1819 - vinda de Domingos José de Almeida para Rio Grande/RS
1820 - vinda de Domingos José de Almeida para Pelotas, um ano depois de sua chegada em Rio Grande/RS
1 / 3 / 1821 - Domingos José de Almeida decide se radicar, em definitivo, no Rio Grande do Sul.
15 / 10 / 1822 - comemoração da Independência do Brasil em Pelotas promovida por Domingos José de Almeida e arcando com quase a totalidade das despesas da grande festa cívica.
21 / 12 / 1824 - casamento de Domingos José de Almeida com Bernardina Barcelos de Lima, filha de Bernardino Rodrigues Barcelos
18 / 6 / 1827 - morte de José Pinto Martins
7 / 12 / 1830 - elevação da freguesia à Vila de São Francisco de Paula
1831 - início da construção do Teatro Sete de Abril.
1832 - construção da barca “Liberal”, primeira embarcação movida a vapor no Rio Grande do Sul, por José Domingos de Almeida associado a Rodrigues Chaves.
02 / 12 / 1833 - inauguração do Teatro Sete de Abril
1833 - nomeação de Domingos José de Almeida como membro do Conselho Geral da Província
1834 - conclusão da construção do Teatro Sete de Abril
1835 - eleição de Domingos José de Almeida como deputado da oposição à primeira Assembléia Legislativa Provincial
17 / 6 / 1835 - manifestação de Domingos José de Almeida como deputado na Assembléia Provincial, apoiando o nome de Pelotas, em substituição ao de São Francisco de Paula da antiga vila.
27 / 6 / 1835 - Elevação da vila à Cidade de Pelotas.
20 / 9 / 1835 - Revolução Farroupilha
6 / 11 / 1836 - Proclamação da República  Riograndense, nos campos do Seival, e instalação do governo, em Piratini.
6 / 11 / 1836 - eleição de Domingos José de Almeida para vice-presidente da República Riograndense, compondo o primeiro governo republicano
6 / 11 / 1836 - nomeação de Domingos José de Almeida para Ministro do Interior e interinamente para Ministro da Fazenda da República Riogrnadense pelo presidente em exercício José Gomes de Vasconcellos Jardim, pois o presidente Bento Gonçalves da Silva estava impedido, prisioneiro dos imperialistas desde a batalha do Fanfa.
24 / 2 / 1843 - Por iniciativa de José Domingos de Almeida, fundação de Uruguaiana, única cidade devida à República Rio-grandense.
1843 - Elaboração do primeiro projeto de Constituição Republicana surgido no Brasil por comissão legislativa da qual fazia parte José Domingos de Almeida ao lado de Sá Brito, Ulhoa Cintra, Mariano de Matos e Serafim dos Anjos França.
3 / 3 / 1845 - pacificação da Guerra dos Farrapos
12 / 7 / 1853 - nascimento de Francisco Lobo da Costa.
9 / 6 / 1854 - nascimento de Pedro Luís da Rocha Osório, o Cel. Pedro Osório.
1855 - fundação por Domingos José de Almeida de um hospital para as vítimas da cólera, em Pelotas
1858 - fundação do jornal Brado do Sul por Domingos José de Almeida, sendo redator Carl von Koseritz
9 / 3 / 1865 - nascimento de João Simões Lopes Neto
6 / 5 / 1871 - morte de Domingos José de Almeida em Pelotas
1871 - chegada de Pedro Osório em Pelotas, como balconista de ferragem e empregado de charqueada.
20 / 9 / 1884 - construção do Obelisco republicano.
7 / 4 / 1885 - inauguração do Obelisco republicano.
1886 - início da industrialização do charque de Cel. Pedro Osório, por conta própria.
8 / 4 / 1887 - nascimento de Leopoldo Gotuzzo.
19 / 6 / 1888 - morte de Francisco Lobo da Costa.
26 / 1 / 1890 - nascimento de Zola Amaro (Rizoleta de la Maza Simões Lopes).
25 / 5 / 1905 - nascimento de Antônio Caringi.
1907 - início da primeira lavoura de arroz do Cel. Pedro Osório, no Cascalho.
1912 - início da construção da primeira rede coletora de esgoto cloacal em Pelotas.
1912 - fundação do Engenho São Gonçalo do Cel. Pedro Osório, o maior da América do Sul.
1916 - conclusão da construção da primeira rede de esgoto cloacal em Pelotas.
14 / 6 / 1916 - morte de João Simões Lopes Neto
5 / 3 / 1921 - inauguração da herma de Domingos José de Almeida, na Praça Cel. Pedro Osório
30 / 7 / 1928 - fundação do Sindicato dos Charqueadores do Rio Grande do Sul, sendo eleito presidente Pedro Osório
28 / 2 / 1931 - morte de Pedro Luís da Rocha Osório
 

[Topo da página]           

Desenvolvimento e hospedagem por @ms public